15.8 C
Cachoeira do Sul
terça-feira, 7 abril, 2020 - 04:38
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Só é livre quem liberta.

É certo que todo mundo gosta de liberdade, é um anseio permanente, um desejo arraigado na natureza das pessoas, de todos nós. E o melhor é que podemos ser livres sempre que desejarmos, sempre, e no momento em que nos permitimos desfrutar da mais plena liberdade que há, estaremos totalmente desapegados de qualquer coisa ou situação que possa nos fazer sofrer ou nos tornar infelizes, seja o que for. Só depende de nós mesmos trocar o que nos aprisiona pelo que nos liberta. E como sempre se colhe o que se planta, desse modo estaremos atraindo naturalmente ainda mais liberdade e satisfação para o nosso convívio daí pra frente.

Vivemos para ser livres, com o dever apenas de merecer a liberdade que já nos foi dada desde sempre. Aliás, somos dotados de livre-arbítrio, o que por si só nos dá plenos e incontestes poderes para criar a realidade que desejamos viver, do jeito que quisermos, agora inclusive, tipo, “Seja-te feito conforme crês”, como já muito bem disse Jesus Cristo.

E assim gostamos tanto quando temos liberdade, quando desfrutamos de espaços imensamente tranquilos e serenos de vida… Mas a liberdade que queremos só iremos alcançá-la no instante em que a dermos igualmente aos outros, pois no momento em que tolhemos a liberdade de alguém, estamos no mesmo ato impedindo a nossa própria liberdade, porque nos veremos apegados, aprisionados à vida e ao comportamento de outrem, às suas escolhas, suas concepções, enfim… E ao nos prendermos dessa forma estaremos presos, que é justamente o oposto de livres. Nunca é demais lembrar: só é  verdadeiramente livre quem liberta, caso contrário estará preso à função de cercear a liberdade alheia.

O melhor de tudo é que a gente tem opção. A começar por concordar ou não com as afirmações acima.

Ótima semana, queridos leitores e leitoras!

Cleo Boa Nova é publicitário, palestrante, escritor, músico e comunicador, autor dos livros “A Nossa Vida é a Gente Quem Cria. Senão Não Seria a Nossa Vida” e “Viva Feliz o Dia de Hoje. Viva!” e autor-intérprete do CD “Paz e Alegria de Viver”.