22.9 C
Cachoeira do Sul
quinta-feira, 20 fevereiro, 2020 - 11:20
Notícias de Cachoeira do Sul e Região

Carnavalesca Laura Vargas ganha exposição no Museu Municipal

 

 

 

A história de Laura Vargas está retratada na exposição. Fotos: Imprensa/Prefeitura

 

Homenagem especial. Assim é a Exposição Personagens do Carnaval do Museu Municipal de Cachoeira do Sul, que apresenta a história de vida da cachoeirense Laura Vargas na sua dedicação à folia de momo. Além de fantasias que já desfilaram no carnaval cachoeirense, faz parte da exposição uma coleção de fotos de folias de anos anteriores. A exposição faz parte do calendário oficial dos 200 anos de Cachoeira do Sul. A exposição ficará no Museu até o final de fevereiro e o horário de visitação é das 8h às 13h.

A HISTÓRIA

Dona Laura, que em 2020 dá o seu nome à Passarela do Samba, nasceu em Cachoeira do Sul, na localidade Três Vendas, em 6 de Novembro de 1937. Na vida adulta, residiu por muitos anos no Bairro Soares, possui o primeiro grau incompleto e trabalhou como costureira. É casada com o Sr. Augusto Silvestre de Vargas, tendo duas filhas, Gracielle e Jupira, e três netos.

Entrou para o universo do samba a partir da década de 1980, transformando sua casa, como ela mesma diz, em um barraco de escola de samba”. Participando efetivamente de vários setores do movimento carnavalesco, fez parte da criação do famoso Bloco Brilhante. Já desfilou por diversos Blocos de Rua e Escolas de Samba cachoeirenses, tais como Aldeanos do Samba, Unidos da Vila, Império Comercial, Será que Sai, Ferro Velho, Turma do Gueto, Talagaço, Império Comercial, Eu tô que tô e Bloco Brilhante. Em Porto Alegre, desfilou nas Escolas Sociedade Beneficente Recreativa Imperadores do Samba e Sociedade Recreativa e Beneficente Estado Maior da Restinga. Na cidade de Taquari, desfilou pela Escola Batutas.

Sempre fez questão de produzir suas fantasias com as próprias mãos. Muitas vezes, contando com a ajuda do seu amigo, o renomado figurinista Ronald Borges Fortes Rocco, mais conhecido como Rony Rocco, falecido no dia 14 de setembro de 2016. Na falta de habilidades artísticas para desenhar, Dona Laura sempre que possível, cria suas fantasias sem fazer uso de croquis, contando com sua criatividade e talento, ela monta suas obras à mão livre, trabalhando diretamente no manequim.

ATENÇÃO

Em 1995 foi homenageada pela Escola de Samba Aldeanos do Samba, conquistando o vice campeonato:

TEMA: Pompas a Laura Vargas, Tributo ao Esplendor

SAMBA: Pompas a Laura Vargas, tributo ao Esplendor

COMPOSITOR: Carlos Alberto Vargas (Gordo Esber)

Em 2012 saiu pela Escola Unidos da Vila, com a fantasia “Senhora Liberdade”;

Em 2013 saiu pela Escola Unidos da Vila, com a fantasia “Pequena Guerreira”;

Em 2014 saiu pela Escola Unidos da Vila, com a fantasia “A Vila em ritmo de Copa 2014”;

Em 2015 saiu pela Escola Talagaço, com a fantasia “A Rainha da Festa do Guaraná de Cachoeira do Sul”;

Em 2016 saiu pela Escola de Samba Aldeanos do Samba, com a fantasia “Senhora do Brilho”;

Em 2017, seu último desfile foi pela Escola de Samba Aldeanos do Samba, ganhando a premiação de Destaque Luxo.