28.2 C
Cachoeira do Sul
segunda-feira, 17 fevereiro, 2020 - 09:30
Notícias de Cachoeira do Sul e Região

Mais presente do que nunca.

Como sabemos é sempre muito bom e agradável dar presentes para expressar o carinho e a admiração que temos para com as pessoas, principalmente nesta época do ano. E ficamos verdadeiramente felizes ao nos tornar responsáveis pela felicidade demonstrada por nossos entes queridos devido aos presentes que damos. Se prestarmos atenção vamos perceber que é assim mesmo que sempre acontece: ao fazermos um bem para alguém, estamos automaticamente fazendo um bem para nós também, pois é tão grandiosa a satisfação que sentimos em causar alegria ao outro, que o maior beneficiado aí somos nós mesmos, mais ainda do que ele.

E o melhor é que podemos presentear todos os dias a todas as pessoas com as quais nos relacionamos. Temos sempre muito a dar. Por exemplo, dar mais compreensão…  tipo, nos esforçando além do normal para evitar possíveis desentendimentos, atritos, contrariedades (vale lembrar o sábio e oportuno dito “quando um não quer, dois não brigam”), podemos dar sorrisos, também sinceros elogios, gentilezas, entre outras tantas manifestações de paz e de amor que fazem sempre, sempre muito bem, tanto a quem recebe, quanto a quem dá.

Importante não esquecer de incluir uma das mais justas e nobres formas de evidenciar amor e compreensão a alguém, seja quando e onde for, que é saber se colocar no lugar desse alguém em certas atitudes suas que com as quais não concordamos, mas que somente através desse exercício de auto-projeção poderemos verificar honestamente que se estivéssemos naquela situação, quem sabe não faríamos igual… ou até pior do que o outro fez.

Esse tipo de reflexão nos faz compreender claramente que não precisamos esperar o final do ano ou nenhuma ocasião especial para demonstrar na prática do dia a dia o quanto queremos bem as pessoas. Vamos sempre dar presentes de Natal com o sincero desejo de alegrar a quem gostamos sim. Mas no dia seguinte, e em todos os dias seguintes a esse, que a vontade sincera de beneficiar os outros não fique só naquele presente do passado, mais precisamente no último 25 de dezembro, mas que se faça mais presente do que nunca, toda vez que fizermos aos outros o que gostaríamos que os outros fizessem a nós, e nos dedicarmos a ajudar alguém a resolver qualquer dificuldade com soluções eficazes e bem-sucedidas, o que, aliás, deverá ser tudo o que esse alguém mais gostará de ganhar no momento.

O melhor presente que podemos ganhar nós já ganhamos, é esse presente instante que vivemos agora e que nos traz a total oportunidade de sermos felizes ao máximo agora mesmo, que é quando a vida acontece de verdade, e somente agora, porque o “antes” não existe mais e o “depois” também não existe ainda.

 

Ótima semana, queridos leitores e leitoras, a começar por um Feliz Natal, repleto de paz e de alegrias!

Cleo Boa Nova é publicitário, palestrante, escritor, músico e comunicador, autor dos livros “A Nossa Vida é a Gente Quem Cria. Senão Não Seria a Nossa Vida” e “Viva Feliz o Dia de Hoje. Viva!” e autor-intérprete do CD “Paz e Alegria de Viver”.