28.2 C
Cachoeira do Sul
segunda-feira, 30 março, 2020 - 20:17
Cachoeira do Sul e Região em tempo real
  • Inicio
  • DESTAQUES
  • Policiais de Cachoeira do Sul seguem buscas ao bando que atacou bancos

Policiais de Cachoeira do Sul seguem buscas ao bando que atacou bancos

Foto: Reprodução

Policiais de Cachoeira do Sul integram um grupo formado por cerca de 60 agentes que seguem as buscas ao bando responsável pelo ataque contra duas agências bancárias na tarde desta terça-feira (3) em Ibarama, Região Centro-Serra. Os alvos foram o Banrisul e o Sicredi, localizados na Rua Júlio Bridi. Testemunhas relataram que ao menos cinco criminosos encapuzados e amrados de fuzis participaram do assalto. A ação iniciou por volta das 13h30 e durou em torno de 20 minutos.

Foto: Reprodução

A investigação policial indica que os bandidos chegaram em um Cruze branco, abastecido com R$ 100 em um posto de combustíveis nas proximidades da agência do Sicredi. Dois dos assaltantes ficaram diante do banco e os outros três seguiram para o Banrisul. O trio obrigou populares a formar um cordão humano do lado de fora. Os outros dois criminosos atacaram o Sicredi. Uma funcionária foi feita refém e obrigada a conduzir um Ônix branco, que pertence ao banco, até o Banrisul, onde a vítim foi liberada junto com o veículo.

Foto: Reprodução

Os criminosos fugiram levando três vigilantes como reféns. Dois dos guardas foram colocados no porta-malas do Cruze. O terceiro foi obrigado a ficar sobre o capô dianteiro. Na fuga, os asaltentes alertaram que iriam atirar para o alto com fuzis e mandaram fechar portas e janelas. O bando fugiu até o Parque Industrial de Ibarama, onde as vítimas foram liberadas. Ninguém se feriu.

Foto: Reprodução

Os bandidos seguiram em fuga na direção de Arroio do Tigre, pela localidade de Linha Salete. O Cruze foi abandonado em Linha São João com um malote do Sicredi e R$ 20. Na localidade, moradores encontraram miguelitos (pregos retorcidos para furar pneus).

Foto: Reprodução

Foto: ReproduçãoAs buscas reúnem policiais de Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires e da própria Região Centro-Serra. São 26 viaturas e um helicóptero sendo utilizados.