27.2 C
Cachoeira do Sul
terça-feira, 18 fevereiro, 2020 - 09:35
Notícias de Cachoeira do Sul e Região

O adeus a Marciele

Foto: Cacau Moraes/OC

“Vamos precisar da coragem de Marciele”. Assim se manifestou o comandante regional da Brigada Militar, coronel Valmir José dos Reis, durante o enterro da policial militar Marciele Renata dos Santos Alves, 28 anos, na tarde desta terça-feira (26), em Cachoeira do Sul. Marciele recebeu honras militares do 35º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Cachoeira do Sul com a presença do comandante geral da Brigada no RS, coronel Rodrigo Mohr.

Foto: Cacau Moraes/OC

Durante o velório, a Rua Ivo Becker em frente à capela da Funerária Madre Teresa, foi fechada para o trânsito. Colegas de Marciele, do 23º Batalhão de Polícia Militar (BPM), de Santa Cruz, se uniram aos familiares, bem como representantes do Exército, Susepe, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal, Corpo de Bombeiros.

Foto: OC

Uma salva de tiros recebeu o cortejo na entrada do Cemitério Municipal. Durante o trajeto até o túmulo, a mãe, Carmem Lúcia Kappel e seu padrasto, Gildo Kappel, e familiares tiveram o amparo de amigos e pessoas conhecidas.

Foto: OC

O comandante de Marciele, coronel Valmir dos Reis, não segurou a emoção. “Marciele fazia o que gostava para a sociedade. Nós, em nossa atividade sempre vamos contra o perigo e não sabemos como vamos terminar o nosso trabalho”, destacou, acrescentando que Marciele seguiu o exemplo do seu pai adotivo, que serviu à Brigada na condição de sargento, no mesmo BPM que estava a PM. “Ela seguiu teu exemplo, Kappel e nós atendemos teu pedido, quando foste para a reserva. Tua filha passou a integrar o Pelotão Especial. Este é um reconhecimento pela sua postura e dedicação”, observou.