16.3 C
Cachoeira do Sul
quarta-feira, 11 dezembro, 2019 - 07:37
Notícias de Cachoeira do Sul e Região
  • Inicio
  • EDUCAÇÃO
  • Cpers chama professores para greve contra pacote de Eduardo Leite

Cpers chama professores para greve contra pacote de Eduardo Leite

 

 

 

Protesto tomou conta da Praça da Matriz, em Porto Alegre. Fotos: Divulgação/Cpers

 

O Cpers Sindicato está chamando o magistério para uma greve a partir desta segunda-feira (18) em protesto pelo pacote do governador Eduardo Leite, enviado para a Assembleia Legislativa, que altera o plano carreira dos professores. A direção do Cpers quer intensa mobilização de todos os segmentos e também vai pressionar os deputados para não aprovarem a proposta.

Em Cachoeira do Sul, a decisão pela greve ficará a cargo de cada escola. Na segunda-feira os professores deverão se reunir para concordar ou não com a paralisação, que se acatada, acontecerá há cerca de 40 dias do encerramento do ano letivo de 2019.

PROTESTO

Em protesto, os professores realizaram uma caminhada nesta quinta-feira (14) em Porto Alegre e, em frente ao Palácio Piratini e Assembleia Legislativa, em um ato público de repúdio contra Eduardo Leite. Indignação, revolta e disposição para a luta. Esses foram os sentimentos que vigoravam entre os educadores durante a presença da categoria na Praça da Matriz.

ATENÇÃO

O novo plano de carreira do magistério proposto pelo governo para professores com carga horária de 40 horas semanais começa pelo piso de R$ 2.557 (para quem tem apenas o Ensino Médio) e chega a no máximo R$ 3.887,30 (pós-graduação, mestrado ou doutorado).

No comparativo com outras categorias, por exemplo, a Brigada, o soldado já ingressa com R$ 4.689,27. No último posto, o de coronel, o subsídio chega a R$ 27.919,16. Traduzindo, um coronel vale por 7,18 professores com doutorado. Um major, com salário de R$ 22.614,51, por 5,8 mestres.

 Os professores se sentem prejudicados com a proposta do governador até porque são os únicos que não ganharam reposição salarial nos últimos cinco anos.

Subsídios dos professores

Proposta do governo para alterar a remuneração de professores

Nível/Classe A B C D E F
1 2.557,70 2.583,30 2.609,20 2.635,20 2.661,60 2.688,20
2 2.608,90 2.635,00 2.661,30 2.687,90 2.714,80 2.837,00
3 2.634,50 2.687,20 2.808,10 3.032,70 3.275,30 3.504,60
4 2.660,00 2.779,80 3.029,90 3.287,50 3.534,00 3.781,40
5 2.734,50 2.857,60 3.114,80 3.379,50 3.633,00 3.887,30

 

Subsídios da Brigada Militar

Proposta do governo para alterar a remuneração de policiais

Posto/Graduação Valor do Subsídio
Comandante-Geral e Coronel R$ 27.919,16
Tenente-Coronel R$ 25.127,24
Major R$ 22.614,51
Capitão R$ 20.353,06
Primeiro-Tenente R$ 10.658,84
Segundo-Tenente R$ 10.000,00
Sub-Tenente (extinto) R$ 9.260,00
Primeiro-Sargento R$ 8.527,07
Segundo-Sargento R$ 7.751,88
Terceiro-Sargento (em extinção) R$ 7.054,21
Cabo (extinto) R$ 6.348,79
Soldado – Nível I R$ 6.201,51
Soldado – Nível II R$ 5.392,61
Soldado – Nível III R$ 4.689,23

Fonte: Governo do RS