18.2 C
Cachoeira do Sul
segunda-feira, 16 dezembro, 2019 - 08:49
Notícias de Cachoeira do Sul e Região
  • Inicio
  • DESTAQUES
  • Cheia do Rio Jacuí avança e 37 famílias são retiradas de suas casas

Cheia do Rio Jacuí avança e 37 famílias são retiradas de suas casas

 

36 famílias são do Bairro Cristo Rei. O Exército dá suporte para a retirada de quem teve suas moradias alagadas. Fotos: Defesa Civil

 

A cheia do Rio Jacuí em Cachoeira do Sul avança cada vez mais na região. Em mobilização da Defesa Civil neste sábado (2), foi preciso retirar de suas casas 37 famílias, sendo 36 do Bairro Cristo Rei e uma da localidade de Ferreira. Ao todo, são 101 pessoas que estão fora de suas moradias devido à inundação do Jacuí que atingiu, às 17h deste sábado a marca de 23,55 metros, ou seja, 5,55 metros acima do nível normal. O rio soube em média 3,5 cm por hora, conforme o coordenador da Defesa Civil, Edson  Júnior.

Esta é a maior mobilização da Defesa Civil dos últimos tempos em Cachoeira do Sul em função da enchente do Rio Jacuí. 17 famílias estão abrigadas no pavilhão da Fenarroz, no Bairro Carvalho. As demais famílias, num total de 20, estão em casas de familiares ou de amigos.

Edson Júnior disse que as remoções são realizadas de maneira preventiva com o objetivo de  evitar o maior prejuízo às famílias. “Nova vistoria será realizada neste domingo (3) pela manha para avaliar a necessidade de novas remoções”, salientou. Ele disse que ainda neste sábado equipes da Secretaria do Meio Ambiente trabalharam, após a remoção das famílias, no corte de árvores caídas durante o vendaval.

ATENÇÃO

O prefeito em exercício, Cléber Cardoso, atuou junto as equipes de trabalho das secretárias da Prefeitura, que conta com a participação dos militares do 3º Batalhão de Engenharia de Combate sob a coordenação do comandante da unidade, tenente- coronel Renato Farias Bazi. Durante o turno da noite a equipe da Defesa Civil trabalhará nos relatórios e levantamento de dados dos eventos, para que possa ser avaliada a possibilidade da Prefeitura decretar ou não situação de emergência.