20.9 C
Cachoeira do Sul
domingo, 22 setembro, 2019 - 17:41
Notícias de Cachoeira do Sul e Região

Que entre os melhores amigos que temos, estejamos nós.

Toda a vez que deixarmos de nos irritar e sofrer por fatos e coisas que antes nos faziam ficar irritados e sofrendo, estaremos sendo para nós os melhores amigos que alguém poderia ter na vida… Sim, pois dessa forma, nós mesmos faremos o melhor que alguém conseguiria fazer pela nossa felicidade, optando por preservar acima de tudo o que nos faz sempre bem: a nossa paz e a nossa alegria de viver, libertando-nos de muitos sofrimentos, desentendimentos e contrariedades em nosso dia a dia.

E o mais incrível é que quando paramos de nos irritar por fatos, pessoas, coisas e situações negativas, indesejáveis, é que percebemos que nada disso tem a menor importância para a nossa vida, pelo contrário, somente atrapalham e impedem a nossa própria felicidade. O bom de tudo é que qualquer pessoa pode agir assim se quiser, qualquer pessoa que deseje realmente trocar o velho hábito de se incomodar e sofrer pelo hábito de não se incomodar e não sofrer. Se parece difícil proceder dessa forma, muito mais difícil ainda é continuar cultivando aquele velho hábito que serve somente para nos tornar infelizes.

E quanto mais amigos estivermos sendo de nós mesmos, mais iremos nos esforçar para não protagonizarmos situações que só nos fazem sofrer a cada dia, como nos irritarmos, odiar os outros, querer ter sempre razão, enfim. Que entre os melhores amigos que temos, estejamos nós, sempre… agora inclusive.

 

O melhor de tudo é que a gente tem opção. A começar por concordar ou não com as afirmações acima.

Ótima semana, queridos leitores e leitoras!

Cleo Boa Nova é publicitário, consultor, escritor, músico e comunicador, autor dos livros “A Nossa Vida é a Gente Quem Cria. Senão Não Seria a Nossa Vida.” e “Viva Feliz o Dia de Hoje. Viva!” e autor-intérprete do CD “Paz e Alegria de Viver”.