24.3 C
Cachoeira do Sul
sábado, 16 novembro, 2019 - 19:06
Notícias de Cachoeira do Sul e Região

Para quem foi o recado, vereador?

O vereador Luis Paixão (PP) utilizou a sessão da Câmara na tarde desta segunda-feira (12) para alçar voos no campo das ideias. As palavras “academia” e “demagogia” nortearam seu discurso. Primeiro, o parlamentar tratou de lamentar. O motivo? A incapacidade dos bancos acadêmicos de combater aqueles providos de mau-caráter. Foi o primeiro tiro. Mas vinha mais.

Paixão falou sobre academia e demagogia / Foto: OC/Reprodução

Na sequência, Paixão focou nos demagogos. Usou exemplos. Uma pessoa que discurso em defesa das mulheres, mas é um agressor, na verdade. Segundo tiro dado. Vinha mais.

Disse o progressista ainda que demagogia é ser governista, saber informações privilegiadas sobre obras em ruas e ainda assim apresentar proposta de pavimentação de uma delas. Três tiros. Um atrás do outro. Mas vinha mais.

Noronha lembrou Dia do Advogado / Foto: OC/Reprodução

Paixão também sugeriu que a pessoa interessada em ajudar o Município na questão do Faps pedisse que seus indicados fossem exonerados do Governo Municipal. O parlamentar emendou ainda falando sobre acordo de governabilidade que a população acaba pagando. Outro tiro. Na sequência, o também vereador Igor Noronha (MDB) fez uso da palavra sobre a passagem de uma data especial: o Dia do Advogado.

Paixão, o recado foi para quem? Ou foi só um incentivo para reflexão em geral? E pensar que ano que vem é de eleições…