20.5 C
Cachoeira do Sul
quinta-feira, 12 dezembro, 2019 - 04:16
Notícias de Cachoeira do Sul e Região

Corpo dos “sonhos” x mudança real

Assim como muitas pessoas buscam o corpo dos “sonhos” de uma forma mais abrupta, através de soluções rápidas, e quase sempre efêmeras, existem aqueles que acreditam numa mudança substancial e estrutural no seu estilo de vida, conquistando resultados duradouros.

O fato é que pessoas que tendem a desenvolver doenças crônicas como obesidade, diabetes, hipertensão e tantas outras, se não mudarem estilo de vida voltarão ao ponto de partida tão logo reduzir a vigilância.

Precisa mudar para sempre, mesmo! Não tem outro jeito. E atentem para o fato de eu me referir às mudanças não como restrições severas e cruéis, demonizando alimentos ou nutrientes, inserindo rotinas tão duras e radicais que são insustentáveis.

Falo muito em sustentabilidade, sim… Mas por acreditar que não basta ser bom, tem que ser viável. Essa é a diferença entre os que conquistam e mantém, e os que conquistam e perdem.

Nem toda novidade é boa, muito menos condutas tradicionais são ruins. É preciso pensar em equilíbrio, contexto, circunstâncias. Nenhuma verdade é absoluta. Tudo depende de onde e como aquela situação se encaixa. Quando se trata de alimentação, ainda mais complexa deve ser essa análise. Afinal, vamos comer o que está disponível, o que temos condições de comprar e/ou preparar, ou carregar, ou consumir, naquele momento, naquele local, naquele horário. E das necessidades do nosso organismo. E como ele está no momento!

Não somos máquinas, com capacidade de tantos litros de combustível. Somos seres dotados de sensibilidade, memória, fisiologia impactada por fatores externos e internos, genéticos, hereditários, ambientais, sociais, econômicos, emocionais e culturais. Somos diferentes, graças a Deus!

A Ciência evolui a cada dia, mas temos que usar nossa inteligência, nossa capacidade de pensar para não sermos apenas figurinhas que reproduzem o que ouvem, sem análise ou questionamento.

As indústrias farmacêutica e alimentícia ganham rios de dinheiro às custas da saúde da população. Os modismos servem a grupos e interesses particulares. Seja crítico. Cuide de você mesmo. É uma questão de responsabilidade com a sua saúde.

Denise Carvalho Caspani
Nutricionista – CRN2/1781

Rua Sete de Setembro, 646
(51) 3722 6351 – [email protected]