Carregando...
Torne-se um assinante gratuitamente e desfrute das vantagens de ser um leitor VIP.
Assinar Agora
Jornal O Correio
Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2017 | 29 ºC | Feirão | Quem Somos | Contato

Mercado reduz projeção de inflação para 4,81%

Segunda-feira, 09 de Janeiro de 2017 às 10:30 por (jrr.ocorreio@gmail.com)
Instituições e economistas mentém projeção de crescimento do PIB em 0,5% / Foto: Reprodução

O mercado financeiro espera que a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fique em 4,81% em 2017. Na semana passada, a expectativa das instituições financeiras e dos economistas consultados pelo relatório Focus era de que a inflação encerrasse este ano em 4,87%. A projeção foi divulgada hoje (9) pelo Banco Central (BC).

A partir da nova previsão, o mercado projeta que a inflação para 2017 seja menor que a observada em 2016. A estimativa é de que o IPCA seja oficializado em 6,35% no ano passado, nono corte consecutivo do relatório. Na semana passada, o mercado esperava que a inflação tivesse variação de 6,38% nos 12 meses de 2016.

A previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2017 foi mantida com crescimento de 0,5%. É a mesmo projeção divulgada na semana passada, pelo BC. Há um mês, o mercado espera um avanço de 0,7%. Já para o encerramento de 2016, a previsão de recessão permaneceu em -3,49% pela segunda semana seguida. Um mês atrás, a previsão era levemente menos negativa, de -3,48%.

As instituições e os economistas cortaram pela segunda semana seguida a projeção para o câmbio ao final de 2017. A previsão é de que o dólar esteja cotado a R$ 3,45 no fim deste ano. Na semana passada, a previsão era de R$ 3,48. 

Leia:

Prefeito recebe representantes do Sesc e Sindilojas

Para a Selic, taxa básica de juros da economia, a previsão do mercado foi mantida em 10,25% ao ano. As instituições financeiras, portanto, apostam na continuidade da trajetória de redução dos juros.

Diante da recessão econômica e da melhora na inflação, o BC tem sinalizado que pode intensificar o corte da taxa básica. Nas duas últimas decisões, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC cortou a Selic em 0,25 ponto percentual. Atualmente, a taxa está em 13,75% ao ano. A próxima reunião do Copom começa na terça-feira e a decisão em relação à Selic será anunciada na quarta.

TAG: Selic, Copom Banco Central, inflação
+ Última Hora Ver todas
Canguçu recebe R$ 6 milhões da União
Canguçu recebe R$ 6 milhões da União
por José Renato Ribeiro
A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, órgão do Ministério da Integração Nacional, decretou nesta sexta-feira (24) o repasse de R$ 8,5 milhões para quatro municípios do Rio...
Polícia Federal deflagara 38ª fase da Lava Jato
Polícia Federal deflagara 38ª fase da Lava Jato
por Da Redação
A Polícia Federal deflagrou hoje (23) a Operação Blackout - a 38ª fase da Operação Lava Jato. São cumpridos, no Rio de Janeiro, 15 mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão...
Rua Júlio de Castilhos será bloqueada no Carnaval 2017
por Da Redação
Devido aos desfiles de Carnaval, a Rua Júlio de Castilhos será bloqueada já a partir desta quinta-feira (23). Para a pintura da passarela, a via será bloqueada meia pista da Rua Melvin Jones até as Lojas Quero Quero a partir das 18 horas até o...
Corte do Carnaval visita prefeito Ghignatti
Corte do Carnaval visita prefeito Ghignatti
por Da Redação
Na manhã desta quarta (22), a corte do Carnaval 2017 de Cachoeira do Sul visitou o prefeito Sergio Ghignatti. Na oportunidade, a rainha , Maria Luiza Moreira, convidou o chefe do Executivo Municipal para participar dos desfiles que...
Comitiva do HCB visita UPA para avaliar possível administração
Comitiva do HCB visita UPA para avaliar possível administração
por José Renato Ribeiro
Nesta quarta-feira (22), uma equipe do Hospital de Caridade e Beneficência (HCB) de Cachoeira do Sul - liderada pelo administrador Luciano Morschel - visitou as dependências da Unidade Pronto Atendimento (UPA) na zona norte da cidade....
Jornal O Correio
Canal no Youtube do Jornal O Correio Jornal O Correio no Twitter Jornal O Correio no Youtube