Carregando...

Pessoal e intransferível.

Segunda-feira, 09 de Julho de 2018 às 11:06 por (cleoboanova@gmail.com)

É tão bom, mas tão bom, não se enfurecer nem sentir raiva que, embora tenhamos motivos para tal, o ideal é nos esforçarmos para evitar cometer esses distúrbios existenciais que só nos trazem sofrimento, enquanto que o mais saudável e feliz é sempre conservar a paz interior, a mente tranquila e assim um semblante agradável e atraente... O melhor é que só depende de nós agirmos assim.

E os louváveis benefícios de tal comportamento são por nós desfrutados não apenas no ato do fato, como mais adiante em nossa vida, através da colheita desse plantio positivo que praticamos. É que tudo o que nos acontece tem sempre a mesma sintonia do que antes pensamos, sentimos, falamos e fizemos, portanto, plantamos. Se vale para o que é bom, também os desafetos e contrariedades chegam a nós por esse mesmo processo. 

Por isso a responsabilidade é toda nossa, pessoal e intransferível, sobre tudo o que nos acontece, seja em forma de situações, de pessoas ou de coisas. A melhor maneira de evitar que ali à frente nos aconteçam fatos negativos é não reagirmos negativamente às situações que, normalmente, nos fazem assim proceder, senão esses mesmos incômodos se aproximarão de nós novamente, de forma inevitável, pela consagrada lei da atração dos semelhantes, em que semelhante atrai semelhante, do mesmo modo que só se colhe o que se planta, assim como, recebemos o que damos. Por isso é que odiar os outros, por exemplo, nunca será uma decisão positiva para nós, pois estaremos atraindo situações de ódio, igualmente, para conviver conosco mais adiante. É oportuno aqui citar Masaharu Taniguchi que muito bem disse: "Não se trata de reprimir a raiva, se trata de não ter raiva".

 

O melhor de tudo é que a gente tem opção. A começar por concordar ou não com as afirmações acima.

Ótima semana, queridos leitores e leitoras!

Cleo Boa Nova é publicitário, consultor, escritor, músico e comunicador, autor dos livros "A Nossa Vida é a Gente Quem Cria. Senão Não Seria a Nossa Vida" e "Viva Feliz o Dia de Hoje! Viva!" e autor-intérprete do CD "Paz e Alegria de Viver".

TAG: cleo boa nova
+ ColunasVer todas
 O que vai ser: perdoar ou sofrer?
O que vai ser: perdoar ou sofrer?
por Cleo Boa Nova
Quando não perdoamos alguém, seja pelo motivo que for, é certo que sofremos. E porquê será que muitos de nós preferimos não perdoar, mesmo sofrendo? Se pensarmos que não perdoando os outros...
Existe vida depois da Ponte do Fandango
Existe vida depois da Ponte do Fandango
por Juliana da Silva
O direito de ir e vir dos transeuntes da BR 153 está impedido devido às obras na Ponte do Fandango. Muitas pessoas que vivem no município de Cachoeira do Sul trafegam sobre a Ponte, pelos menos duas vezes ao dia. Tanto na margem...
Top trend: blazer abotoamento duplo
Top trend: blazer abotoamento duplo
por Luciane Silveira
Nada mais elegante do que vestir um blazer. Dá uma repaginada em qualquer visual. E a super tendência para esta estação, é o blazer com abotoamento duplo. Pode ser transpassado na frente, de comprimento alongado, ou...
De onde viemos?
De onde viemos?
por Denise Caspani
Essa não é uma conversa existencialista ou espiritualista. Tampouco estou falando de biologia. Refiro-me à evolução, ou não, do estilo de vida, que traz consigo inúmeras acepções do...
Hits do inverno 2018: botas coloridas
Hits do inverno 2018: botas coloridas
por Luciane Silveira
Algumas peças de roupas, acessórios e calçados, são características de inverno. Fazem o maior sucesso, se tornam hits da temporada, e acabam migrando para o inverno seguinte. As botas fazem parte desta categoria,...
Assine, é Grátis
OCorreio Digital
Canal no Youtube do Jornal O Correio Jornal O Correio no Twitter Jornal O Correio no Youtube
  • O Correio Digital
  • Rua 15 de Novembro, 884 - CEP: 96508-751 | Cachoeira do Sul - RS
  • (51) 3724-0300