Carregando...
Torne-se um assinante gratuitamente e desfrute das vantagens de ser um leitor VIP.
Assinar Agora

"Aquele tá bem!"

Segunda-feira, 04 de Dezembro de 2017 às 13:50 por (cleoboanova@gmail.com)

Existe uma concepção, espécie de dogma coletivo, que rege que, quanto mais se pode comprar, adquirir, possuir bens materiais, melhor a gente está. Tipo: “Aquele tá bem!”, como se costuma fazer referência a alguém de expressivas posses materiais. Mas pode-se questionar essa afirmativa, literalmente falando, a partir de muitos casos reais de que conhecemos, seja por presenciar ou por informações que nos chegam de que, entre pessoas realmente abastadas financeiramente, há em grande número quem sofra de depressão, quem conviva com desavenças constantes na família, quem seja prejudicado pela cobiça e interesses materiais de terceiros, entre outros fatos que em nada condizem com uma vida boa e tranquila, ou seja, com o que possa parecer “estar-se bem”, conforme destaca a introdução. 

Lógico que ser próspero financeiramente é sempre ideal no sentido de que possamos ter o que precisamos, quando e onde virmos a precisar, o que é infinitamente melhor do que viver com recursos financeiros apenas razoáveis ou ainda precários. Mas podemos considerar que a situação econômica de alguém não seja realmente determinante para medir o seu grau de satisfação na vida, de acordo com os exemplos já citados.

Tudo depende da escala de valores que cada um elege para si. É que quando os principais aspectos da nossa vida e comportamento sintonizam plenamente com harmonia e paz interior, com respeito aos semelhantes, com satisfação em servir e beneficiar os outros, por entendermos que tudo isso faz um bem incomparável para a nossa mente, para o nosso espírito e para o nosso coração, sem que dinheiro venha ao caso, aí sim tem-se plena correspondência com “estar-se bem”, com "Aquele tá bem!”. Esse "aquele" pode ser a gente mesmo, você, eu, todo mundo, sempre que assim quisermos, independentemente da situação financeira em que nos encontrarmos...

 

O melhor de tudo é que a gente tem opção. A começar por concordar ou não com as afirmações acima.

 

Ótima semana, queridos leitores e leitoras!

Cleo Boa Nova é publicitário, consultor, escritor, músico e comunicador, autor do livro "A Nossa Vida é a Gente Quem Cria. Senão Não Seria a Nossa Vida" e autor-intérprete do CD "Paz e Alegria de Viver".

TAG: cleo boa nova
+ ColunasVer todas
Extraordinário
Extraordinário
por Juliana da Silva
Quase nada regular foram os últimos dias. Digo isto por conta do estado de saúde, um tanto quanto fragilizado, pelo que passei. De vez em quando o organismo envia a mensagem: preciso de cuidados. Há justificativas para o...
Oncologia
Oncologia
por Igor Noronha
A pauta suprapartidária em que vários atores estiveram envolvidos sinaliza para um final que atenda às necessidades, de prestadores e pacientes. Desde o primeiro momento o líder local, José Otávio Germano...
Quanto mais agradecermos, mais motivos de gratidão atrairemos!
Quanto mais agradecermos, mais motivos de gratidão atrairemos!
por Cleo Boa Nova
Muitos de nós costumamos achar motivos para reclamar de alguma coisa, dia a dia, seja de uma ou mais pessoas, seja da comida que comemos, seja da falta do que não temos... isso é fácil constatar, basta a gente prestar...
Trend: Macacão
Trend: Macacão
por Luciane Silveira
Sempre no closet feminino, o macacão vai bem do estilo clean e comfy até o super estiloso, que fica bem na festa ou balada. Peça super versátil, deixa ainda mais evidente a beleza da mulher brasileira. Nada mais chique...
O beijo
O beijo
por Rejane Savegnago
O coração dispara. O corpo aquece. A pressão arterial aumenta. Dá um frio na barriga e um tremor percorre a pele. Parece que você vai perder os sentidos. Mas ocorre justamente o oposto. O beijo na boca desperta o...
Assine, é Grátis
O Correio Digital
Canal no Youtube do Jornal O Correio Jornal O Correio no Twitter Jornal O Correio no Youtube