Carregando...
Torne-se um assinante gratuitamente e desfrute das vantagens de ser um leitor VIP.
Assinar Agora

A besta humana

Terça-feira, 18 de Abril de 2017 às 11:09 por (julianasgn@gmail.com)

Em 1890, A Fera Humana, ou A Besta Humana, teve sua primeira publicação. La Betê humaine é uma obra da literatura clássica universal. Sua classificação naturalista, escrita por Émile Zola, tem como ideia central a batalha do maquinista de trem com relação a sua compulsão alcoólica, herdada do pai. Trava uma luta entre o domínio da própria hereditariedade e seus instintos, mantendo as forças do vapor, que movem a locomotiva. É um desafio e tanto.

Diante das notícias, nos últimos dias, fiquei pensando sobre a obra. Embora a besta mecânica seja humanizada, na medida em que a leitura do livro evolui, o controle é essencial. Dentre as noticiadas, foi o assédio sexual, envolvendo o ator José Mayer, uma das mais comentadas.

Ele foi considerado símbolo sexual. Interpretou, em novela, um homem rude. Mexeu, na época, com a libido feminina. Na atualidade, o título caiu por terra. O paradigma simbólico de machão foi-se. Nem a carta pedindo desculpas é capaz de minimizar a situação. Até porque não há o que minimizar, não é mesmo? O domínio da fera humana é urgente. Mesmo que a demonstração de masculinidade, em outros tempos - e na atualidade -, seja percebida nos moldes do ator, é praticamente universal a civilidade, embora em algumas culturas naturalizem-se atitudes nem um pouco humanizadas, conforme as veiculadas.

 

Cinto de segurança

O acidente ocorrido no domingo causou tristeza. Vidas foram interrompidas bruscamente. Mãe e filha. A alta velocidade, o tempo chuvoso, talvez as árvores muito próximas da pista. A pequena, no banco da frente, ambas sem cinto de segurança. Muitas análises após o acidente. Não cabe julgamentos, porém, refletir sobre nossas atitudes e seus desdobramentos, ao conduzir veículos, seja necessário.

 

Honestidade

Apesar do cenário político neste país e das últimas notícias sobre a Lava Jato, ainda tem muitas pessoas agindo honestamente. Se assim não fosse, o mundo estaria perdido de vez. Mas queremos um mundo melhor, não é mesmo? Pois bem, mesmo estando um tanto quanto massificado os desonestos, uma pessoa, ao manobrar o carro, dia destes, raspou em outro veículo estacionado. Deixou o contato. Tudo resolvido. Honestidade só faz bem.

 

Projeciologia

O neologismo projeciologia, proposto pelo medium, Dr. Waldo Vieira, em 1979, trata da consciência em tempo integral, fora do corpo. Em seu livro, Projeções da Consciência, os relatos do médico elucidam sobre projeciologia. Este livro faz parte do acervo da Biblioteca Pública Municipal. 

TAG: Juliana da Silva
+ ColunasVer todas
Na bad
Na bad
por Juliana da Silva
“O homem que não tinha nada acordou bem cedo Com a luz do sol já que não tem despertador...”   Sentir-se numa situação desconfortável de vez em quando considera-se normal, mas quando esse...
Pessoal e intransferível.
Pessoal e intransferível.
por Cleo Boa Nova
É tão bom, mas tão bom não nos enfurecermos nem sentirmos raiva que, embora tenhamos motivos para tal, o ideal é nos esforçarmos sempre para evitar cometer esses distúrbios existenciais para conosco,...
GM, dívida do RS e transporte público em Cachoeira
GM, dívida do RS e transporte público em Cachoeira
por Igor Noronha
GM Esta semana o RS viveu um marco histórico no seu desenvolvimento. R$ 1,4 bilhão de investimento da montadora no estado, gerando emprego, renda e oportunidades, graças aos valores do nosso estado, as medidas de incentivo do...
Pais & Filhos: moda no DNA
Pais & Filhos: moda no DNA
por Luciane Silveira
Neste domingo, comemoramos o dia dos pais, e nada melhor do que estar com eles, curtindo a boa e sábia companhia. E melhor ainda, estar bem produzido para encher o paizão de orgulho. Muito em alta, a moda mãe e filha, ...
Gestão Pública
Gestão Pública
por Juliana da Silva
Para ser gestor público, não basta carisma, idoneidade e capacitação. Além de um plano de governo, com prioridades nas áreas da educação, saúde, obras e interior, é preciso...
Assine, é Grátis
O Correio Digital
Canal no Youtube do Jornal O Correio Jornal O Correio no Twitter Jornal O Correio no Youtube